Dany e Daniel em Zaanse Schans

Mochilão na Europa – Parte I

Após um bom planejamento, baseado primeiramente nas companhias low cost – nos voos mais baratos – depois da escolha das cidades, partimos para a escolha dos hostels. Fizemos as reservas pelo hostels.com, mas a maioria dos hostels em que nos hospedamos fecharam, então deixo aqui a dica do site para facilitar a procura por hospedagens. Vale lembrar que toda nossa viagem foi em hostels compartilhados, o que tornou ainda mais econômico e emocionante o mochilão.

Nosso mochilão durou 45 dias, a cada sábado falaremos de 15 dias, dividindo assim, em 3 postagens para não deixar nenhum detalhe de fora. Conhecemos 3 países e 7 cidades, nesses primeiros 15 dias.

Vamos começar a viajar!

Começamos nosso mochilão dia 26/02/2011 , indo do Porto para Milão pela Easyjet.

Castelo Sforzesco - Mochilão
Castelo Sforzesco – Milão
Duomo, Catedral de Milão
Duomo, Catedral de Milão
Casa da comadre em Milão - Mochilão
Casa da comadre em Milão

Em Milão não tivemos despesa com hospedagem, pois ficamos na casa da nossa comadre.

Galeria Vittorio Emanuele II
Galeria Vittorio Emanuele II

Dia 01/03/2011, fizemos um bate-volta a Como (cidade vizinha) fomos de trem regional e pagamos baratinho – atualmente custa por volta de € 9, ida e volta – o trajeto dura em torno de 1 hora e você desembarca na estação Como Nord Lago, em frente ao lago. Mais informações: raileurope-world.com/train-tickets/journeys/article/milan-como

Lago di Como
Lago di Como

O Lago di Como é um passeio que recomendamos. O lugar é realmente lindo! E além de ser o terceiro maior lago da Itália, ainda é um dos mais profundos da Europa. Fizemos o passeio de Funicular – uma espécie de bondinho utilizado para subir grandes declives (como os chamados “elevadores” de Lisboa que fazem a ligação da cidade baixa com a alta) – onde vimos o lago de cima, a vista é muito linda.

Dany e Daniel em Como
Dany e Daniel em Como

Seguimos no dia 03/03/2011 para Berlim pela Easyjet.

Dany e Daniel em Berlim 2 - Mochilão
Berlim
Muro de Berlim
Muro de Berlim

Nossa estádia em Berlim foi muito rápida, mas aproveitávamos os voos baratos, então é isso viajar como mochileiro, algumas cidades ficamos mais tempo, outras menos, tudo de acordo com as oportunidades e passagens que aparecem. Sobre a hospedagem, ficamos em um hostel bem maneiro, mas infelizmente não existe mais para recomendarmos.

Berlim - Mochilão

O trem do aeroporto de Berlim para o centro era de fácil acesso e bem sinalizado. O sistema de metrô deles também é muito bom.

Fizemos o citytour do Sandemans em Berlim – eles tem tour por toda a Europa, vale super a pena – porém os tours são apenas em inglês e espanhol, você pode fazer sua reserva on-line no site: neweuropetours.eu.

Dany e Daniel em Berlim - Mochilão

No dia 05/03/2011, saímos de Berlim rumo à Amsterdam pela Easyjet.

Amsterdam
Amsterdam

Em Amsterdam achamos que ficamos muito tempo, aproveitando a estadia, fizemos um bate e volta de ônibus para Zaanse Chanz, que fica a aproximadamente 45 minutos (de ônibus e custa por volta de € 10, ida e volta, também dá para ir de trem).

Dany e Daniel em Amsterdam
Zaanse Schans

Zaanse Schans (foto da capa desse post) é um museu a céu aberto. Famosa pelas simpáticas casinhas de madeira, moinhos de vento, fábricas de tamancos de madeira e queijos – inclusive, dá para degustar vários tipos de queijos lá. A cidade tem um visual incrível e você não paga nada para entrar, paga apenas se quiser subir nos moinhos de vento.

Mais informações sobre Zaanse Schans: www.dezaanseschans.nl/pt-br/dia-de-viagem-holanda-do-norte

Amsterdam
I Amsterdam

De volta à Amsterdam, aqui estávamos no famoso letreiro I amsterdam, na foto eu subi no i, a letra mais alta, ninguém consegue subir, mas meu amigo me ajudou dando um “pé-pé” – ele colocou as mãos naquela posição de ajudar a gente a subir em um lugar alto – e assim, subi.

Febo em Amsterdam
Febo

Para um lanche rápido, prático e gostoso – sem falar: barato – recomendo o Febo. É imperdível, você compra em uma vitrine, paga com moedas e pega, tem croquetes deliciosos – tudo quentinho e bem fresquinho, é possível ver a preparação dos produtos logo atrás das vitrines. Caso você não tenha moedas para inserir nas máquinas, o pagamento e o pedido podem ser feitos diretamente no caixa ou você pode trocar sua nota por moedas, tem uma máquina que faz isso dentro da própria loja.

Em Amsterdam as pessoas fazem tudo a pé ou de bicicleta, então ande bastante, conheça a cidade e cuidado com os ciclistas.

Hostel Amsterdam
Hostel em Amsterdam

O hostel que ficamos em Amsterdam era igual qualquer hostel em que se compartilha beliches: o cara do lado ronca, o outro chega de madrugada… Essas são as coisas ruins de se hospedar em hostel, entretanto pagávamos € 8 por pessoa, por noite, que em uma viagem de 45 dias é importante, ainda mais para dois jovens que não tinham muito dinheiro. Como em todo mochilão, a hospedagem é o de menos, a prioridade é conhecer lugares e aproveitá-los ao máximo.

Seguimos no dia 09/03/2011 de Amsterdam para Roma.

Roma foi um caos, nos hospedamos no Hostel Peter Pan, bastante longe – final da linha 2 do metrô – e ainda pegamos uma greve dos transportes públicos.

Nem sempre optar por uma hospedagem muito barata compensa, tendo poucos dias em cada cidade, vale tentar ficar bem localizado, assim você economiza com eventuais passagens de transportes públicos e consegue fazer tudo a pé, sem transtornos.

Aqui fechamos os primeiros 15 dias do nosso mochilão, acreditamos que compartilhando as datas e/ ou a quantidade de dias em cada cidade, servirá de base para quem quer fazer um mochilão, mas não tem ideia de quanto tempo precisará em cada lugar que escolher conhecer.

Que fique claro: não existe regra, tudo depende do que você gosta de fazer e como irá aproveitar a sua viagem. Então nossa dica é, pesquise sempre sobre cada lugar que pretende conhecer, mas não se limite as informações da internet, faça suas próprias descobertas, ande pela cidade, se informe sobre cidades próximas e até converse com os habitantes, de repente você recebe uma dica inesperada.

Na próxima semana continuamos nossa viagem.

Um comentário sobre “Mochilão na Europa – Parte I

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s