Barcelona com a Família


De volta a Braga, Portugal, quinze dias depois da traumática viagem parisiense – se você não leu o último post, clique aqui para entender – resolvemos ir a Barcelona. Cidade em que a Dany havia morado durante 1 ano, antes de nos reencontrarmos no Brasil, lá ela trabalhou como babá de duas crianças e aprendeu a falar espanhol.

Barcelona - Dany

Então lá fomos nós, juntamente com a minha avó, setentona e com a minha mãe com quase 50 anos, na época, rumo a Barcelona. Ainda inexperiente em planejamento de viagens, escolhi a hospedagem em um hostel da Ramblas – as ruas famosas de Barcelona – confiando no conhecimento da Dany, por ter morado lá, reservei um quarto privativo, apenas para nós quatro.

Barcelona - Daniel, mãe e avó

Fomos naquela expectativa do que encontrariamos – por ser um hostel – afinal essa seria a nossa primeira experiência com esse tipo de acomodação. Quando chegamos no hostel na Ramblas e estava cheio de jovens bebendo na porta – vocês já podem imaginar a cara da minha avó, acho que passou um filme na cabeça dela e ela reviveu durante alguns instantes o pesadelo da hospedagem em Paris rs – entramos no hostel e o quarto era “ajeitadinho”, mas as camas eram duas beliches, então a Dany e eu dormimos nas camas altas e a minha mãe e avó, dormiram nas camas de baixo, como o quarto era só nosso, ficamos com um banheiro privativo dentro do quarto (o que pode não ser comum em hostel, em alguns os banheiros são por andar).

Tirando o desconforto, o hostel era muito baratinho e a localização excelente, então valeu muito a pena e foi super tranquilo, não tivemos problema nenhum.

Barcelona - Daniel e Dany

Como nós gostamos de viajar com emoção, aqui vem a história curiosa – que acaba sendo uma dica para quem vem para a Europa e opta por usar o transporte público, hoje em dia nós sabemos isso de cor e salteado, mas aprendemos da pior maneira possível, pagando uma multa.

No começo do post, contei que a Dany morou algum tempo antes em Barcelona e agora que ela estava de volta à cidade, queria visitar um amigo – o Ricardo, que chamamos de Rico – ele ajudou muito no período em que ela morou na cidade, então estávamos indo para eu o conhecer, e para a Dany conhecer a filhinha de dois anos dele e sua esposa. Ele morava em uma cidade próxima, nos arredores de Barcelona, a Dany comprou as passagens para nós dois e eu não me preocupei em verificar nada, pensei: ela fala espanhol, sabe de tudo por que morou aqui, estou tranquilo.

Estava. Chegamos na estação que desceríamos e quando colocamos o ticket para sair, a catraca não funcionava. O guarda veio ver os nossos bilhetes e identificou que as passagens não cobriam aquela parte da cidade, ou seja, tomamos uma multa de 25€ cada. Falei ao guarda que não tinha dinheiro e ele logo pediu o cartão, disse que não tinha cartão, comentei com a Dany que não ia pagar, então ela me explicou que precisávamos pagar, senão não poderíamos sair da estação e encontrar o Rico.

Dany e Daniel em Barcelona

Negociamos com o guardinha e ele deixou a multa dos dois por 25€, saímos da estação e seguimos para a casa do Rico, conhecemos sua filhinha e esposa, jantamos por lá e voltamos para encontrar minha avó e minha mãe, que passearam pelas Ramblas e chegaram até ir a um Cassino. Dessa vez, sem emoções fortes para elas, só diversão para compensar a viagem anterior rs.

Mãe e avó - Barcelona

Nós em compensação aprendemos mais uma lição e depois dessa, ficamos atentos para comprar passagens que atendam a zona da cidade que estamos indo. Vale dizer que isso funciona assim em toda a Europa, na hora de comprar a passagem do trem/ metrô ou comboio, preste bastante atenção ao valor correto da passagem da zona que você pretende ir, pois aqui se apresenta o ticket de passagem na entrada e na saída da estação, pode acontecer de você entrar na estação e não conseguir sair, porque o bilhete não vale para aquela zona e no pior dos casos, ainda levar uma multa – como aconteceu conosco.

Daniel em Barcelona

Dica: se você estiver planejando ir à Barcelona, não deixe de passear pelas Ramblas, é indescritível conhecer essa parte histórica da cidade.

Las Ramblas são uma série de pequenas ruas que se juntam, basicamente é uma larga e comprida avenida, não um bairro. E é totalmente voltada para turistas, então espere encontrar além de muita gente, muito da cultura local por lá: artistas de ruas, obras de arte feitas por nativos, várias lojinhas, feiras e restaurantes nos arredores.

A estação de metrô que sai no início da Ramblas é a estação Catalunya, mas também há três estações da linha 3 do metrô de Barcelona na Ramblaː Catalunya (no extremo norte, com ligação com a linha 1), Liceu (na metade da Rambla, em frente ao teatro do Liceu) e Drassanes (no extremo sul).

Um comentário sobre “Barcelona com a Família

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s